Texto: 17

14.1.17

Quem diria que depois de tanto tempo eu ainda sentiria essa dor? Ainda visitaria aquele dia como se nunca tivesse acabado? Como posso ter na memória uma lembrança tão viva? Queria poder estar contigo em todas as situações. Estivemos juntos por 5 anos e agora tenho toda uma vida para sentir essa saudade. Essa cicatriz se abre todos os anos e sangra novamente. Eu prometi que não guardaria essa data, mas o meu alarme interno soa todas as vezes que a minha mente insiste em reviver tudo aquilo.

Consigo sentir nas minhas mãos a intensidade das suas ao apertá-las pela última vez. Consigo sentir o vento daquela noite, consigo me lembrar do marrom da sua camiseta, do azul do seu jeans, do preto dos seus cabelos, da cor da sua pele, da sua voz formando aquela palavra que nunca mais ouvi.

Te tiraram de mim, me tiraram de você. Te tiraram a vida e me tiraram tudo. Aquele som me marcou pra sempre, a noite sempre foi minha companheira, por que de algum modo te sentia nela, ainda te sinto na verdade.

Hoje vejo quanto tempo se passou, e quanta coisa vivi, e ainda assim parece que nada aconteceu. Penso se seria aquela mãe orgulhosa que levanta no meio do discurso de formatura do filho e bate palmas, e grita “é o meu menino”, se seria aquela mãe que leva o filho na escola no primeiro dia de aula do ensino médio, se seria aquela mãe que abraça o filho na frente dos amigos dele e o chama com um apelido bem ridículo, ou se só seria MÃE mesmo, e isso que me importaria.

Esse amor que me protege vem de ti hoje e sempre, o medo que sinto as vezes, aquele pânico que me faz perder o controle as vezes, aquela saudade de momentos que não tive a oportunidade de viver ao seu lado.

Se eu pudesse ter feito algo, se eu pudesse ter você, se eu não fosse tão frágil se você não fosse tão frágil.

Esteja bem, onde quer que esteja, se está em algum lugar espero que tenha orgulho de quem estou me tornando. Você me fez crescer rápido mãe, me fez viver rápido demais, aprender a lidar com as pessoas rápido demais, a me fechar as vezes, mas ainda assim amar de verdade. Afinal te amei sem ao menos poder realmente te conhecer.


Te amo, descanse em paz. 


Talvez goste disso

0 Comentários

Google+