Texto: Todo mal que você ainda me causa

29.12.14

Hoje senti sua falta, assim como os outros 355 dias deste ano. Mas hoje foi pior, eu senti o seu cheiro, e naquele momento eu pensei que fosse morrer, ou desejei. Em dois segundos eu já não estava mais na sala, corri para o quarto e borrifei o primeiro perfume que encontrei, várias, e várias vezes, até entender que não ia passar, que você ainda estava presente em mim.

 Aí fudeu! Todas as nossas lembranças, que eu escondo na minha mente com tanto cuidado, se transformaram no primeiro instante em dor, logo depois em lágrimas. E eu nunca vou entender porque você mexe tanto comigo, tantos anos se passaram, e você continua sendo a minha pessoa predileta no mundo.

Mas eu nunca diria isso a você, eu nunca permitiria que você soubesse que eu ainda sofro, seria bom de mais para seu ego, e você não merece ser tudo isso. Então porque eu ainda sou tão idiota, e me permito sofrer por alguém que não merece o perfume que eu gastei tentando me livrar do cheiro ? Sei lá, mas será que um dia passa? Eu tenho muito medo de ficar velha, casar, ter filhos, e te ver daqui a 30 anos e sentir a mesma coisa. De só conseguir ser feliz com você longe. E nossa, eu odeio ter você longe, mas também não consigo imaginar perto.

Sério, é oficial, aquele perfume me irrita. Paco Rabanne não tem nada a ver com isso, mas puta merda, como eu queria colocar fogo em todos os frascos de 1 million que existem na face da terra, só pra não precisar passar por isso nunca mais. Descrevendo exatamente o que é o cheiro daquele perfume pra mim : cheiro de deixa de ser trouxa garota, e se valoriza. Só me faz lembrar o quanto eu te amo, e o quanto você não merece metade disso.

Talvez goste disso

0 Comentários

Google+