Eu assisti: "Jogos Vorazes – A Esperança /Parte 1"

27.11.14


Pelo amor de Deus, eu já estava surtando no cinema no momento em que apagaram as luzes. Esperar um ano inteiro por duas horas de filme é torturante. Mas eu esperei, e esperei muito e não me arrependi de nenhum minuto da espera, não foi em vão.

“Jogos Vorazes – A Esperança /Parte 1” não decepciona em nenhum aspecto.  A história está muito bem desenvolvida, quem leu os livros sabe que não faltou nem uma vírgula da história quando a mesma foi adaptada para as telas. Até cobrirem os belos olhos da atriz Julianne Moore com lentes de contato eles fizeram pra não perder nada das características dessa personagem tão importante, mas na verdade poderiam ter deixado passar esse detalhe, aquelas lentes me deram um pouco de agonia.

Em termos técnicos (não que eu seja um crítico renomado, mas acho que devo passar minhas impressões) a trilha sonora está impecável, Lorde juntamente com o resto dos produtores de áudio está de parabéns (clap, clap) a fotografia nem se fala.

Um salve pra Effie, que está com uma aparência completamente adversa da que estamos acostumados a vê-la. Annie Cresta finalmente surgiu, Gale entrando diretamente pelo campo da friendzone como nunca, Prim sendo a menina doce com cara de inocente, mas que assim como a irmã carrega uma guerreira dentro de si. Peeta! Oh Peeta. A vontade de entrar na tela e abraçar ele e cuidar é enorme. E claro que a nossa Katniss está maravilhosa como sempre.

É incrível ver a Jennifer Lawrence fazendo uma personagem que está passando por um processo de parecer ser quem ela não é, quando fora das telas ele é exatamente assim. Quem conhece sabe que a Jen (me sentindo intimo) é uma das estrelas mais espontâneas de Hollywood. Katniss está perdida, está sofrendo, está assustada e isso tudo a deixa mais forte pra continuar lutando.

As fraquezas da Katniss sendo apresentadas de maneira tão clara mostra que ela é sim forte, ela é uma guerreira, um sinal de esperança, que ele é requisitada, mas no meio de tanta força e poder ainda existe uma garota. Uma garota que só queria salvar a irmã e viver sua vida em “paz”.

No geral “Jogos Vorazes – A Esperança /Parte 1” traz muitas cenas de ação – muitas mesmo – um pouco mais das cenas com o Gale, quase nada do Haymitch, um salve pra Jhoanna e seus 4 segundos de surpreendentes pouco do Peeta e muito da Katniss e da Coin (BITCH). O tipo de filme que os garotos com certeza vão gostar, e que as meninas vão se apaixonar, mesmo sem cenas de beijos, de sexo e toda aquele apelação á lá twilight de homens sarados sem camisa.

Apaixonante, emocionante e inspirador. Essa seria a definição perfeita pra esse longa.
” Jogos Vorazes – A Esperança /Parte 2” certamente vai trazer muitas lágrimas nas salas de cinema, já que a produção dividiu sabiamente o livro em dois roteiros distintos, com dois momentos completamente diferentes. Quem não viu mortes suficientes na primeira parte da adaptação, com certeza verá na segunda parte, que só veremos em novembro de 2015.



E você já viu “Jogos Vorazes – A Esperança /Parte 1”? Conta pra mim o que achou. 

Talvez goste disso

0 Comentários

Google+